Bibliografia e agradecimentos

 

 

PRINCIPAIS FONTES CONSULTADAS

 

ALTER, Nora M. Chris Marker. Contemporary Film Directors. University of Illinois Press, 2006

BAZIN, André. On Why We Fight: History, Documentation, and the Newsreel (1946). In Film & History, vol. 31, núm. 1, 2001

BENJAMIN, Walter. A Obra de Arte na Era da sua Reprodutibilidade Técnica. In Benjamin e a Obra de Arte – Técnica, imagem, percepção. Contraponto, 2012

BERNARDET, Jean-Claude. Caminhos de Kiarostami. São Paulo, Companhia das Letras, 2004

BONDANELLA, Peter. The Films of Roberto Rossellini. Nova York, Cambridge University Press, 1993

COSTA, Fabienne. Dérives d’Une histoire d’eau. 2005 (consultado em 18.05.2021)

DAMASCHKE, Sabine. Dismantling the German Myth of 'Trümmerfrauen. Deutsche Welle, 2014 (consultado em 26.06.2021)

DANIEL, Joseph. Guerre et Cinéma: Grandes Illusions et Petits Soldats 1895-1971. Paris, Armand Colin, 1972  

GODSHALL, Zack. Let the Breeze Spell the Stream, or Learning How to Make a Film in Post-Katrina New Orleans. The Southern Review, Volume 51, Número 3, verão de 2015 

GRAYBILL, Erin. Director Series: François Truffaut and Jean-Luc Godard’s Une histoire d’eau (1958). 2019 (consultado em 18.05.2021)

GROSS, Bernhard. The Relationship Between Film and History in Early German Postwar Cinema. In: Research in Film and History. The Long Path to Audio-visual History, 2018 (consultado em 15.03.2021)

 

GUARNER, José Luis.  Roberto Rossellini. Tradução de Elisabeth Cameron, Nova York, Praeger, 1970

HABIB, André. Le Temps Décomposé: Cinéma et Imaginaire de la Ruine. Université de Montréal. 2008

HARRIS, Mark. Cinco Voltaram: uma História de Hollywood na Segunda Guerra Mundial. Tradução de Leonardo Alves. Rio de Janeiro, Objetiva, 2016

KAGAN, Norman. The War Film. Nova York, Pyramid, 1974

KARASEK, Hellmuth. Billy Wilder: e o resto é loucura. Tradução de Flávia Buchwaldt. São Paulo, DBA - Dórea Books and Art, 1998

LINDBLADH, Johanna. Representations of the Chernobyl catastrophe in Soviet and post-Soviet cinema: the narratives of apocalypse. 2019 (consultado em 19.04.2021)

 

MADSON, Ryan. Post-Stalker: Notes on Post-Industrial Environments and Aesthetics. 2019 (consultado em 19.05.2021)

MOLTKE, Johannes von. Ruin Cinema. In Ruins of Modernity. Londres, Duke University Press, 2010

MONTEIRO, Lúcia Ramos. Diante da catástrofe. Imagem em movimento, imagem-apagamento e cemitério marinho. 2018 (consultado em 13.04.2021)

MONTEIRO, Lúcia Ramos. L’Imminence de la Catastrophe au Cinéma. Films de Barrage, Films Sismiques. Tese de doutorado em estudos cinematográficos e audiovisuais. Université Sorbonne Nouvelle Paris 3 / Universidade de São Paulo, 2013

 

MONTEIRO, Lúcia Ramos. Remaking a European, Post-catastrophic Atmosphere in 2000s China: Jia Zhangke’s Still Life, Iconology and Ruins. 2016 (consultado em 12.04.2021)

MOSKWYN, Cristina Maria Coelho. La Jetée: Uma Ficção no Tecido da Memória. Universidade Federal do Paraná, 2017

PYSIK, Agata. Toxic Ruins: the Political & Economic Cost of ‘Ruin Porn. 2013 (consultado em 20.05.2021)

ROSSELLINI, Roberto. My Method. Writings and Interviews. Editado por Adriano Aprà. Nova York, Marsilio Publ., 1992

ROSSELLINI, Roberto. Roberto Rossellini: Fragmentos de uma Autobiografia. Tradução de Léa Novaes. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1992

SCHILLING MARK. In the Cinematic Wake of the Fukushima Nuclear Disaster. The Japan Times, 04.03.2015 (consultado em 09.05.2021)

SIMMEL, Georg. Die Ruine. Philosophische Kultur, Gesammelte Essays. 1911

SKANKOV, Nariman. The (Im)possible Translation of Nostalgia. Stanford University, 2009 (consultado em 07.06.2021)

SONTAG, Susan. A Imaginação da Catástrofe. In Contra a Interpretação. L&PM, 1987

 

VIRILIO, Paul. Guerra e Cinema. Tradução de Paulo Roberto Pires. São Paulo, Página Aberta, 1993

AGRADECIMENTOS

  • Rosane Nicolau por ver os filmes comigo e me ajudar a pensar.

  • Julio Cesar de Miranda pela insistência em que eu visse A Estrela Sussurrante, filme que despertou meu interesse por esta pesquisa.

  • Zack Godshall, Joana Hadjithomas e Khalil Joreige pela disponibilização de seus filmes.

  • Os diretores que me autorizaram a reproduzir pequenos trechos de suas obras.

  • Os muitos amigos da página "Bonde de referências" do Facebook, que me ajudaram a lembrar de filmes.

  • Os amigos da comunidade "Making Off" pela disponibilização de vários filmes.

  • Lúcia Ramos Monteiro pelo envio de sua tese e pelas muitas pistas encontradas em seus estudos.

  • Kamilla Medeiros pela colaboração semântica.

  • Catherine Arnaud pelo auxílio de um contato importante.

  • Fabricio Duque e Hans Mösl pela ajuda na formatação final.

Atendendo a pedido da cineasta Julia Zakia, menciono alguns dados da ficha técnica do seu curta Pedra Bruta: coprodução Superfilmes e Gato do  Parque;  Direção e fotografia: Julia Zakia; Com Georgette Fadel e Amela Vucina; Edição de som: Guile Martins.

Rio de Janeiro, inverno de 2021

 

<< Anterior: Conclusões                                                                                              

Voltar ao Sumário